Os moradores da zona rural, sobretudo os que residem nas imediações do povoado de Brasilândia, reclamam que perderam o sossego que tinham, desde que começou a pandemia do novo Coronavírus e as festas foram proibidas na cidade. É que centenas de jovens têm se dirigido para os trevos de rodovias e estradas vicinais e promovido verdadeiras algazarras com som automotivo. Essas festas clandestinas ocorrem com frequência nas noites de sexta, sábado e domingo. O tenente aposentado da Polícia Militar, José Carlos, fez uma reclamação na RDR em nome dos trabalhadores rurais. Ouça a fala dele que foi dirigida ao relações públicas da PM, sargento Émerson Mecão:

Reportagem: Aparecido Eterno do Carmo DRT/GO 1581 – Rádio Vale da Serra