Profissionais da saúde e políticos sempre pregaram que seria interessante a estadualização do Hospital Municipal Geraldo Landó de São Luís de Montes Belos. Agora, como esse processo está em andamento, alguns políticos, sobretudo os que fazem oposição à atual gestão, andam dizendo que a População Monte-Belense será prejudicada, perdendo espaço no hospital.

Para esclarecer a situação, a RDR entrevistou a Secretária Municipal de Saúde de São Luís, Adriana Papel. De acordo com a secretária, os moradores da cidade não sofrerão nenhum tipo de prejuízo, haja vista que eles receberão todo tipo de atendimento de urgência e emergência que o hospital irá oferecer a partir da estadualização, e com mais qualidade, pois a estrutura será ampliada, inclusive com dez leitos de UTI.

A questão, segundo ela, é que às vezes, ao invés de procurar um posto de saúde para assuntos mais simples, como troca de receitas ou manifestação de febre, a pessoa acaba indo diretamente ao hospital. E isso não será mais permitido. Os PSFs atenderão esses casos. Adriana reforçou que pessoas com cólicas renais, em trabalho de parto ou vítimas de acidentes, continuarão sendo atendidas no hospital.

Reportagem: Aparecido Eterno do Carmo DRT/GO 1581 – Rádio Vale da Serra

>