Desde o domingo (29/09), a região I pôde vivenciar momentos de impulso missionário, através da recepção da Cruz Missionária e da bandeira do mês missionário extraordinário. Todas as paróquias puderam receber esses símbolos e houve peregrinações a nível regional nas paróquias de Bom Jardim e de Doverlândia. 

A primeira paróquia a receber foi a de Aragarças, no domingo, que, juntamente com o encerramento do projeto “Missas em família”, abriu o mês missionário. Em seguida, as outras paróquias foram recebendo os símbolos. Na segunda-feira (30/09), a paróquia de Bom Jardim acolheu a primeira peregrinação regional, juntamente com as paróquias de Aragarças, Arenópolis, Baliza e Piranhas.

Em Piranhas, além da recepção da Cruz missionária, a paróquia realizou a reinauguração da sede da Pastoral da Criança paroquial que passara por reforma, agora contando com novas salas de catequese para melhor acolher os catequisandos.

Na quarta-feira (02/10), a paróquia de Doverlândia acolheu as paróquias de Caiapônia e Palestina de Goiás para a realização da segunda peregrinação pela região I. Foram vários momentos de oração como o Santo Terço e a Santa Missa.

Ontem (06/10), a região I entregou os símbolos para a região II, onde agora percorrerão todas as paróquias que a compõe. A peregrinação ocorrerá em todas as paróquias e regiões da Diocese até o final do mês missionário. Pedimos a Santa Terezinha do Menino Jesus e a São Francisco Xavier, padroeiros das missões, que impulsionem cada vez mais esta Igreja Particular que vive a “Missão Continental”. 

A Cruz Missionária

A cruz missionária recorda a Páscoa de Jesus que ilumina nossa vida e missão. Faz memória das missões jesuítas da Bolívia e a Evangelização dos povos da América Latina. Ela expressa o amor infinito de Deus e salvação da humanidade. Hoje, a cruz continua inspirando a evangelização dos povos e animando a espiritualidade da ação missionária. Significado da Cruz: 1) A haste está em forma de espiral ascendente. Recorda o movimento característico da missão que parte da encarnação em direção a Páscoa de Jesus, crucificado e ressuscitado que ilumina e transformando a realidade. 2) Os cravos, testemunham o martírio de Jesus na Cruz. 3) As flores que brotam da cruz, representam a vida nova que nasce da Páscoa de Jesus Cristo. Em meio a dor e sofrimento, Deus se manifesta e faz ressurgir a esperança e alegria do Evangelho. 4) A inscrição IHS, significa: Jesus, Filho de Deus, Salvador dos Homens. 5) Relíquia de Santa Nazaria Ignacia, fundadora de uma congregação religiosa missionária na Bolívia.

Mês Missionário Extraordinário

O Mês Missionário Extraordinário é motivado pela celebração do centenário da Carta Apostólica do Papa Bento XVI, Maximum IlludSeguindo o exemplo de um de seus antecessores, Francisco também quer propor uma “requalificação” da missão da Igreja no mundo. 

“Com espírito profético e ousadia evangélica, a Carta Apostólica Maximum illud exortara a sair das fronteiras das nações, para testemunhar a vontade salvífica de Deus através da missão universal da Igreja. A aproximação do seu centenário sirva de estímulo para superar a tentação frequente que se esconde por detrás de cada introversão eclesial, de todo o fechamento autorreferencial nas próprias fronteiras seguras, de qualquer forma de pessimismo pastoral, de toda a estéril nostalgia do passado, para, em vez disso, nos abrirmos à jubilosa novidade do Evangelho”, destaca o Papa na carta em que anuncia o mês especial. 

Outras fotos: