Em Iporá, candidato a Prefeito e candidato a reeleição para concorrer a seu segundo mandato está com pedido de registro de candidatura indeferido,  Naçoitan Araújo Leite foi julgado e condenado por abuso de poder econômico, quando na disputa de sua eleição, em 2016, foi jogado em Iporá diversos panfletos com dizeres difamatórios contra o seu concorrente Amarildo Martins.

O PSDB de Iporá tinha, na data de, segunda-feira, 26, a última chance de trocar de candidato, ou ir para o tudo ou nada. Entrar na disputa e tentar recursos contra a condenação em primeira instancia.

Ainda nesta data, dia 26, o TRE deu continuidade ao julgamento do caso, quando se esperava que o caso ficaria encerrado naquela instância o julgamento foi suspenso a pedido do Juiz AtilaNaves Amaral que pediu vistas.

A defesa de Naçoitan sustentada pelo advogado Dyogo Crossara informou que seu cliente não desistirá da candidatura, confirmando o que já havia dito em entrevista concedida ao Jornal RDR.

Caso se confirme a decisão que indeferiu o registro de candidatura, a defesa recorrerá para TSE.

Outros casos:  

O POPULAR mostrou na nesta terça-feira (27) que pelo menos 34 candidatos a prefeito em Goiás tiveram seus registros indeferidos até o momento, sendo que em seis dessas ações já não cabem recursos. Os motivos vão de simples erros no cadastro de documentos no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a imbróglios partidários. Há, também, casos de candidatos ficha suja, que tentam, até os últimos minutos, provar que podem disputar o pleito.

Pedro Claudio – DRT/GO 1538 – Rádio Rio Claro