Dia 29/07/2019 , Noticiamos um ato criminoso de um sujeito que invadiu uma casa, incendiou a mesma, e ainda tentou um estupro, segundo denúncia da vítima.

Segundo Relatos a mãe saiu para o trabalho por volta de cinco horas da manhã, e deixou a filha uma pré-adolescente dormindo, e como sempre faz, trancou o portão e saiu.

Em uma casa próxima um homem esperava a saída da mãe para invadir o local, ele pulou o muro e foi direito no quarto onde a menor dormia, segundo relato da vítima, ele tentou manter relações sexuais com ela, como ela não permitiu e conseguiu sair em busca de socorro, o invasor colocou fogo na casa.

O Estrago foi grande, parte do telhado da casa desabou, o Homem apontado como sendo o autor do fato foi preso pela policia civil.

Os agentes, logo pela manhã, por volta das 07 horas, conta o delegado Ramon Queirós, saíram em diligência para apurar os fatos, e após descoberta a identidade do suspeito os policiais seguiram uma pista: Ele trabalhava em uma fazenda na região do ribeirão Santa Marta, e lá foi avistado, e saiu em fuga pelo mato, foi perseguido e alcançado quilômetros à frente, e preso.

É um sujeito que faz uso constante de drogas, segundo o delegado, já esteve preso por agressão a mãe da vítima, com quem mantinha um relacionamento amoroso, ele no entanto negou o estupro, disse que estava muito nervoso e acabou perdendo o controle e, colocando fogo.

O Delegado Ramon Queirós aponta as drogas como motivador de 90% das ocorrências policiais.

O dependente químico, muitas vezes, quando sob efeito de drogas comete todo tipo de atrocidade quando em falta dela, na crise de abstinência piora a situação.

Para alimentar o vício, o dependente faz de tudo para conseguir o entorpecente.