Caríssimos Irmãos Presbíteros, diáconos, religiosos (as), seminaristas, querido povo de Deus,

Saudações cordiais em Cristo.

Na reunião dos bispos do Regional Centro Oeste conversamos bastante sobre a situação atual de emergência, devido ao coronavírus. Naturalmente o Regional como também a CNBB não podem legislar, porque é múnus de cada bispo diocesano. Portanto não sairá nenhuma nota oficial. Vou anexar as reflexões que fizemos, como sinal de partilha e, como Administrador Apostólico, oriento desta maneira:

1. Em tudo vamos seguir as orientações das autoridades sanitárias, estaduais e municipais sem nenhuma restrição.

2. Permanecem suspensos todos os encontros diocesanos, regionais e paroquiais. Adiaremos o que já estava programado para outra oportunidade. O mesmo se diga para a catequese, mutirão de confissões, procissões e tudo quanto reúne mais de 20 pessoas.

3. Aos padres, cuidado redobrado também no atendimento das confissões auriculares, tomem as distâncias devidas para não ser vítima do vírus. Como padres, são bastante expostos.

4. Não parem de visitar os doentes e de dar a Unção dos Enfermos quando precisar, sempre com as devidas cautelas.

5. As Celebrações Eucarísticas não são canceladas, mas serão sem a presença da assembleia litúrgica. Peçam a todos, sobretudo os grupos de risco, de ficar em casa e acompanharem as celebrações televisadas ou transmitidas por rádio. Sejam criativos, usando os meios modernos para alcançar o maior número de pessoas, assim que não se sintam abandonadas. Incentivem a fazer a comunhão espiritual.

6. As Igrejas permaneçam abertas para a oração pessoal. O que devemos evitar são as aglomerações de pessoas.

7. Como Administrador Apostólico, dispenso da obrigação do preceito dominical, portanto, ninguém sinta-se culpado se não pode, neste período de emergência e de risco da propagação do vírus, participar da Missa dominical. Não participamos para não prejudicar ninguém e isso é obra de caridade.

8. Peço às nossas rádios diocesanas de programar, de maneira especial, várias transmissões de Celebrações Eucarísticas mesmo sem povo.

Queridos irmãos confiram as reflexões dos bispos e vamos caminhar juntos nesta obra de prevenção que o momento exige.
O momento atual nos ajude a redescobrir o sentido do silêncio em nossa vida, o sentido da família e o espírito de oração que não poucas vezes andam enfraquecidos.
Acompanhemos o desenvolvimento da situação e iremos mais adiante ou confirmar o que estou dizendo ou acrescentar o que será oportuno.

Quanto a Missa dos Santos Óleos e a Semana Santa irei voltar a comunicar mais adiante.

Que a esperança e confiança nos animem, porque Deus nunca nos abandona.

Com um abraço fraterno,

+ Dom Carmelo Scampa

Administrador Apostólico

>