A realidade de Iporá não é diferente de outras cidades, cemitérios movimentados em 2021 com servidores/coveiros exaustos de suas atividades. Dois trabalhadores relatam com tristeza sepultar tantos amigos, conhecidos e, por ter que conviver com o sofrimento de tanta gente.

Levantamento feito pela reportagem RDR junto ao departamento de óbitos da Prefeitura mostra que mês de março foi macabro em Iporá, 48 pessoas foram sepultadas, um recorde em 2021.


Em janeiro oram sepultadas 34 pessoas, em fevereiro houve uma queda, 21 e, março o número subiu para 48.
Nem todos foram mortos devido a pandemia coronavirus, mas a certeza que teve um peso imenso no aumento de sepultamentos.