Desde o surgimento do primeiro caso de coronavirus, as autoridades sanitárias vem acompanhando de perto as variantes da doença dentro do município. Mas com as aglomerações de fim de ano e a falta de uso da máscara foram os principais motivos para um aumento drástico de casos do covid-19 em relação aos meses anteriores.

Com isso, Caiapônia registrou o maior número de contaminados e de mortes em um só mês: foram 119 pessoas que tiveram a doença, além de três mortes em uma mesma família, nos dias: 20, 25 e 28 de janeiro. Período também que registrou 66 infectados em três dias daquela semana.

Quanto ao numero de casos confirmados em Caiapônia desde que começou a pandemia em maio de 2019 até o fechamento de janeiro, deste ano, 400 pessoas tiveram a covid-19, com 355 pessoas recuperadas. Segundo João Bosco Carneiro Vilela, secretário de saúde, essa variante se deve as aglomerações que vem acontecendo nos  últimos dias e se não parar a situação ficará ainda mais drástica.

Reportagem: Guinther Rodrigues dos Santos DRT/GO 1654 – Rádio Serra Azul