Iporá segue o decreto do Governador Ronaldo Caiado, diferente do primeiro decreto que fechou o comércio, quando o Prefeito Naçoitan Leite não concordava com a decisão, obrigando o governo de Goiás a enviar uma missão a Iporá para convencer o chefe do poder executivo local de obediência ao decreto. Dessa vez, não se tem resistência, o número de mortos vítima de COVID-19 já chega a 30, e isso preocupa muito por aqui. De acordo com a Secretaria Municipal de saúde de Iporá, temos aqui 931 casos positivo, 526 ativos, 483 em tratamento domiciliar e 33 hospitalizados. Estamos em estado de calamidade, disse o prefeito, faltou até oxigênio em Iporá, disse em entrevista à rede diocesana de Rádio.

 

Reportagem: Pedro Claudio – DRT/GO 1538 – Rádio Rio Claro