19 de novembro 2020 Iporá chega aos 72 anos de emancipação política. Iporá é produto do povoamento iniciado no século XVIII em virtude do ouro e do diamante, Iporá nasceu oficialmente como cidade em 1948, dia 19 de novembro, conforme consta da Lei Estadual nº 249, de 19, o município foi instalado em 1º de janeiro de 1949, sendo desmembrado da Cidade de Goiás, antiga Vila Boa.

Iporá origina-se, de acordo com dados históricos, do arraial de Pilões, um lugarejo às margens do Rio Claro, local que hoje é município de Israelândia, isso por volta de 1748. Ali o povo se aglomerava num garimpo de diamante. Iporá já se chamou Rio Claro, depois Itajubá, mas já em 1943, antes mesmo da emancipação ganhou-se o nome de Iporá, conforme decreto-Lei Estadual nº 8.305, de 31 de dezembro.

Em 2020 o IBGE diz que Iporá conta com 31.499 moradores, https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/go/ipora.html, é a segunda cidade em número de habitantes na região, São Luís de Montes Belos hoje tem 34.157 moradores. Para o professor de história da UEG João Paulo Silveira, doutor em Sociologia das Práticas e Representações Sociais comemorar data como essa leva o cidadão a reforçar o sentimento de pertencimento a cidade, segundo disse, “essas datas reenergizam a nossa identidade, reenergizam o nosso vínculo com o local”. A importância de discutir sobre a história, é que temos condições, através do conhecimento do passado, compreender melhor quem somos hoje, e olhar o passado nos ajuda também a pensar o futuro.