O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM) voltou a dizer nesta quarta-feira (29), que é contra o retorno das aulas presenciais até que se tenha uma vacina para a Covid-19. Caiado havia destacado, que a retomada das aulas presenciais só poderia ocorrer de forma tranquila e confiável depois que a vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) estiver disponível.

Caiado afirma que o momento não é de pensar num retorno das aulas presenciais, pois a avaliação é que estamos no pico da pandemia da Covid-19 em Goiás, até o final da primeira semana de agosto.

O governador disse que há um trabalho para manter a estrutura de Saúde com capacidade de atender as pessoas. Ronaldo Caiado argumentou que a taxa de ocupação de leitos de UTI oscila entre 80 e 90%.

Na terça-feira (28), o Conselho Estadual de Educação (CEE) recomendou que o retorno das aulas presenciais seja suspenso até 31 de agosto, e a manutenção do regime não-presencial como medida preventiva contra o coronavírus. A recomendação é assinada pelo presidente do CEE, Flávio Roberto de Castro.