Futebol: Campeonato Brasileiro série A, Atlético Clube Goianiense jogou ontem em seu estádio Antônio Accioly na 10ª rodada e só empatou 1 a 1 com o Sport Clube de Recife.
Com o resultado o Atlético-GO cai uma posição e está em 8º lugar, com 14 pontos. O Sport soma sete pontos e entra na zona de rebaixamento, em 17º, por conta da vitória do São Paulo sobre o Internacional.
Na próxima rodada, o Atlético vai a Caxias do Sul onde sábado, dia 10 no estádio Alfredo Jaconi enfrenta o Juventude as 11 horas da manhã.
Já no Brasileiro da série B os Goianos Vila e Goiás jogam hoje e amanhã, nesta quinta-feira, dia 08 o Vila Nova tenta se arriba fora de casa, 12º colocado com 10 pontos, o Vila Nova enfrenta o lanterna Remo no estádio Baenão. Já o Goiás joga nesta sexta-feira, dia 09 na Serrinha em Goiânia contra o Náutico.

 Asfalto novo em Iporá já sofre desgastes, moradores e comerciantes jogam água de uso doméstico.
O asfalto renovado em parte do anel viário de Iporá, primeira etapa está praticamente concluído, em breve a inauguração, anunciam os gestores públicos.
O Benefício é importante mais alguns problemas já surgem, pessoas continuam jogando água do consumo em casa ou comércio no asfalto novo, segundo os servidores da prefeitura, essa prática acaba por prejudicar toda a cidade, já que essa água de uso doméstico apodrece a massa asfáltica, diminuindo a vida útil. Do jeito que está, em breve o asfalto da João Coriolano necessitará de reparos, alerta um servidor público.
Outro problema que ocorre, é a falta de limpeza da área após a obra, nas proximidades do tiro de Guerra uma moradora, Marli, relata as dificuldades com a poeira.

Iporá – Polícia Civil e Ministério público se unem no combate a fome
Ministério Público e Polícia Civil em Iporá se unem para ações em conjunto atacando a vulnerabilidade social.
A iniciativa é do já veterano na cidade, promotor de Justiça Sérgio de Sousa que atua aqui na da 2ª Promotoria, e conforme publicado, pretende-se fazer uso de acordos de não persecução penal (ANPPs) para disponibilizar parte dos recursos às ações.
Polícia Civil e Ministério Público se comprometem a agirem em conjunto no combate ao crime com ações sociais, e assim, acreditam os envolvidos, estarão trabalhando no combate a fome.

Frutos desses esforços já aparecem com a aquisição de produtos, formação de cestas básicas e a distribuição aos necessitados.
O promotor Sérgio disse que com a pandemia, a situação financeira tem se agravado, e assim vê a necessidade de colaborar com a sociedade.
Outro promotor de justiça em Iporá, Luís Gustavo Soares Alves, 3ª Promotoria, sugeriu recorrer à polícia civil, importante aliada nesse processo, com ela será melhor viabilizada as condições para executar o projeto.
Os delegados recém chegados a Iporá, Igor Dalmy Moreira, Eric Alves de Meneses e Bruno de Paula Ferreira aderiram a proposta e já estão a disposição para as ações.

Como será? Os cidadãos investigados irão financiar às doações de cestas básicas, são aqueles que fazem acordos de não persecução penal, e essas cestas serão encaminhadas às delegacias, que providenciarão o destino adequado, após um cadastro das famílias carentes
O poder judiciário também participa da ação, cabe ao juiz os ANPPs, e resultados positivos já são apresentados, dois acordos já firmados, um deles prevê a doação de três cestas básicas no valor de R$ 100,00 por 5 meses, enquanto o outro envolve a entrega de duas cestas básicas neste mesmo valor ao longo de 12 meses.

Na reunião de lançamento do projeto na terça-feira 06/07, o promotor Luís Gustavo ressaltou a importância da polícia civil, os delegados abraçaram a proposta e assim as ações serão possíveis.

Hoje tem feira do produtor ao consumidor, saiba como esse projeto se iniciou
Iporá movimentada por feiras todos os dias, bom para comerciantes e consumidores
Toda quinta-feira, os produtores rurais de Iporá e região expõe a sua produção em uma área coberta na avenida doutor Neto no centro da cidade, a chamada parte de baixo da feira coberta.

Essa feira nasceu de uma política do Governo Federal que descentralizava os recursos por meio de uma divisão territorial. Cada território, representando uma região do país, reunia os trabalhadores, profissionais de diversas áreas para definir as prioridades.
Nessa politica de território já nasceu por aqui indústria de produtos lácteos, tratamento do mel de abelha para colocar no mercado, estruturação para fabriquetas de farinha de mandioca, a feira entre outras.

Para a feira, além dos recursos para a cobertura, foi liberado recurso para a aquisição de um caminhão baú que deve servir aos produtores cooperados.
A coordenação dessa feira é de uma cooperativa, que conseguiu recursos junto ao governo federal através de recursos. Ex-vereadora, jornalista Silda Dias Lorena, que também é produtora diz que a feira é muito importante…. Segundo silda Lorena, ALÍ É UM ESPAÇO DE CONVIVENCIA E QUE há um esforço de toda a equipe para organizar o espaço e atender na melhor maneira possível os visitantes… A feira acontece sempre a partir das 14 horas de todas as quintas-feiras…..

Jovens empreendedoras de Goiás ganham a estrada vendendo sanduíche e hambúrgueres de cidade em cidade
Duas jovens de Goiás, um natural de Iporá, advogada e outra de Goiânia empresária, resolveram empreender de forma diferente.
Elas adaptaram um veículo, deram o nome de Kombi Bendita e resolveram viajar o país a partir de janeiro deste ano, 2021 com a Food Truck, atividade comercial que já se torna comum por aqui.
As empreendedoras são: Jeniffer Franciela Freitas de Iporá advogada e Jéssica Leine Silva de Goiânia empresária, o trabalho é a venda de sanduiches hambúrguer. A ideia, contam elas, surgiu em Montividiu do Norte, a 500 quilômetros de Goiânia onde reside o pai de Jéssica.

Mortes por COVID 19, mais três pessoas sepultadas ontem e preocupações na saúde publica
Covid 19 continua a fazer vítimas em nossa região, nesta quarta-feira, 07 a noticia da morte de Elimar Paulino, conhecido Maurão, que era vigilante na regional de Saúde Oeste 1. Maurão estava internado na UTI na cidade de Goiás, quando foi internado não tinha vaga em Goiania. Foi sepultado nesta quarta-feira no cemitério novo de Iporá.

Também faleceu Keilismar Moraes, ele é de Montes Claros de Goiás, mas residiu em Iporá, informações dão conta que toda a família, os mais próximos também tiveram COVID, alguns estão ainda em recuperação.

Diego Freitas, ele, inicialmente internado em Iporá, encaminhado para São Luís de Montes Belos, teve alta, voltou a Iporá, e sentiu novamente quando foi internado, estado de saúde agravado, foi entubado e acabou não resistindo, faleceu em Goiania.
Diego teve inclusive sua morte antecipada por fake News, a família negou, reclamou, mas no dia seguinte receberam a triste notícia, infelizmente ele não resistiu.

Nas redes sociais, a mãe de Diego, a enfermeira Marilene Batista de Freitas agradeceu as orações e informou que o filho descansara em paz e também informou que o cortejo fúnebre estava marcado para as 9 horas da manhã de hoje.

Secretaria da Agricultura de Goiás cria grupo de combate a incêndios na zona rural

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), realiza no dia 9 de julho, às 14 horas, na sede da Seapa, em Goiânia (GO), a reunião da Câmara Temática de Estratégia, Competitividade e Políticas Públicas do Agronegócio do Estado de Goiás – O Agro é de Todos. O encontro deve reunir representantes de cerca de 40 entidades do setor agropecuário e outras áreas, que integram o ‘conselho consultivo do agro’, para a apresentação do Planejamento Estratégico de Ações de Prevenção e Combate a Focos de Incêndio na Zona Rural do Estado de Goiás e também para a criação de um comitê técnico que vai atuar na prevenção aos incêndios e queimadas no meio rural.

Segundo o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça, a proposta é atuar, de forma conjunta, para promover ações que possam ajudar a prevenir incêndios na zona rural, mitigando impactos ambientais e danos socioeconômicos no Estado de Goiás. “Com a criação do Comitê Técnico, envolvendo diferentes entidades, será possível que cada instituição contribua na sua área de atuação, somando forças para combater esse problema que tanto afeta o campo, principalmente nessa época do ano”, informa.

O superintendente de Produção Rural Sustentável da Seapa, Donalvam Maia, destaca que o foco é a orientação, especialmente de quem vive no meio rural, e a adoção de medidas para reduzir a incidência de queimadas no campo. “Por meio de um planejamento estratégico, as entidades vão atuar desde o processo de levar informações e capacitações ao produtor rural até a realização de mutirões e fiscalizações no campo. Queremos manter o intercâmbio de ações, criando uma rede de contatos para compartilhar informações e resultados, sempre atentos à meta principal, que é prevenir os incêndios na zona rural”, relata.

Sobre a Câmara Temática “O Agro é de Todos”
A Câmara Temática de Estratégia, Competitividade e Políticas Públicas do Agronegócio do Estado de Goiás – O Agro é de Todos foi criada no dia 29 de março de 2019, na sede da Seapa. A proposta da Câmara, que atua como um ‘conselho consultivo do agro’, é aglutinar todos que integram o setor produtivo rural no Estado, por meio de um grupo de trabalho, para elaborar pautas positivas e propositivas do segmento, avaliação das principais diretrizes que norteiam o desenvolvimento agropecuário no Estado e no fortalecimento do setor em Goiás.