Últimas Notícias

JORNAL RDR – 06 DE OUTUBRO DE 2021 – QUARTA-FEIRA

• GOVERNO DE GOIÁS IRÁ COBRAR PELAS TORNEZELEIRAS ELETRÔNICAS.

• HOMEM FURTA GADO EM PROPRIEDADE RURAL SÓ PARA DESVALORIZA-LA E COMPRA-LA POR MENOR PREÇO.

• TRÂNSITO NA FRANCISCO SALES COM ASFALTO NOVO ESTÁ PERIGOSO, DECUNCIAM FEIRANTES.

• CORPO ENTRODADO PRÓXIMO A CAIAPONIA PODE SER DE MOTORISTA DESAPARECIDO EM MONTIVIDIU.

Previsão do Tempo:
O TEMPO NESTA TARDE SEGUNDO PREVISÃO DO INMET SERÁ ENCOLARADO E MUITAS NUVENS, TEMPERATURA ESTÁVEL, A MÁXIMA PODE IR A 40 GRAUS E MÍNIMA DE 25 GRAUS.

Futebol:
Campeonato Brasileiro de Série B o Goiás jogou ontem nos Aflitos contra o Náutico e perdeu de virara.
A equipe de Goiás não resistiu as investidas do Náutico que voltou a jogar bem em casa e venceu de 3 a 2.
Com a derrota o Goiás ainda se mantém na quarta posição com 48 pontos, mas no final da 29ª rodada provavelmente será ultrapassado.
O Goiás ganha um tempo para treinar e tentar se refazer da derrota, só volta a campo no Brasileiro da série B dia 16 volta a campo contra o CSA na Serrinha. Nesta rodada o outro representante de Goiás na competição, o Vila Nova, joga sexta-feira contra o Remo as 19 horas no OBA

Crédito Caixa:
Lançado na última segunda-feira, o programa Crédito Caixa Tem deve ser muito procurado em nossa região Oeste de Goiás devido a crise financeira que assola o pais. A Caixa Econômica Federal disponibiliza crédito de R$300 a R$ 1 mil reais, diretamente pelo aplicativo.

Preocupação do morador:
MORADOR DO JARDIM ARCO IRIS ESTÁ PREOCUPADA COM UMA ÁGUA QUE ESTÁ ESCORRENDO NA RUA PRÓXIMO DA CASA DELA, A MORADORA, SIRLEI PEDE PROVIDENCIAS POR PARTE DA PREFEITURA.

Governo de Goiás cobrará por tornozeleiras eletrônicas:
O governador Ronaldo Caiado sancionou, na noite desta terça-feira (05/10), a Lei nº 21.116 que institui a cobrança, a título de compensação financeira, pelo uso de tornozeleira eletrônica por investigado, acusado, preso ou condenado no Estado de Goiás.

“Estado gasta uma fábula de dinheiro para manter essas pessoas encarceradas. Bandido já deu prejuízo demais à população”, argumenta o governador. De acordo com a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), cada tornozeleira tem um custo de R$ 245 por mês, débito que será ser repassado ao presidiário.

Segundo dados da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-GO), atualmente 4.602 detentos fazem uso do dispositivo no Estado, com um custo anual de R$ 13 milhões. Para atender a demanda existente hoje, são necessárias 10 mil novas tornozeleiras. Dessa forma, a lei sancionada vai reduzir os custos e possibilitar a ampliação da política de monitoração eletrônica em Goiás.
“É inadmissível que essa responsabilidade fique nos ombros da população goiana”, frisa o governador ao explicar que há casos em que o custo de manutenção dos detentos chega a ser maior que o valor investido em um educador.

Para o diretor-geral de Administração Penitenciária, tenente-coronel Rasmussen, a cobrança pelo uso da tornozeleira eletrônica é uma questão de equidade. “Este custo não deve ser do Estado, o preso que recebe o benefício da liberdade por meio do monitoramento tem que pagar pelo equipamento. A nova lei vai gerar uma economia de milhões de reais aos cofres públicos e vamos reverter esses recursos em melhorias para o sistema penitenciário goiano”, defende.

Além de Goiás, os estados de Santa Catarina e de Mato Grosso também adotaram a cobrança pelo uso do equipamento eletrônico de monitoração em medida que possibilite liberdade provisória, medidas protetivas, restritivas de direito ou qualquer forma de liberdade do acusado no curso do processo ou durante o cumprimento da pena.

A lei goiana, que foi elaborada em conjunto com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-GO), por meio da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), e da Secretaria de Estado da Casa Civil (SECC), isenta de cobrança os presos que são beneficiários da assistência judiciária gratuita. Assim como a conservação do equipamento de monitoração eletrônica utilizado por ele, será de total e irrestrita responsabilidade do investigado, acusado, preso ou condenado a manutenção do equipamento em caso de avaria ou dano ao equipamento ou a seus acessórios.

Os pagamentos dos valores pela utilização do equipamento de monitoração eletrônica serão recolhidos por Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais (Dare), expedido pela secretaria de Estado da Economia, preferencialmente pela Internet.
Se o interessado não dispuser de acesso à Internet, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) fornecerá o Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais para pagamento nas instituições financeiras. A inadimplência do monitorado resultará na inscrição do débito em dívida ativa, sem prejuízo de outras sanções, e não implicará qualquer limitação à liberdade de locomoção.

VAGAS DE TRABALHO EM IPORÁ

Caixa no comércio – – Possuir experiência – Possuir ensino médio completo
– Possuir conhecimento em informática – – Possuir noções administrativas

Carregador/Ajudante geral – – Disponibilidade para trabalho vespertino/noturno
– Trabalho exige esforço físico — Possuir documentação pessoal completa

Encarregado de estoque –

– Possuir experiência na área de logística, almoxarifado
– Ensino médio completo
– Conhecimento do pacote office, excel intermediário

Motorista de caminhão

– Possuir experiência na função
– Ensino fundamental completo
– CNH D ou E

Oficial de serviços gerais

– Trabalhar em fazenda a 20 KM de Iporá sentido Israelândia
– Conserto de cercas, ajudar na vacinação do gado e outros serviços pertinentes
– Possuir cônjuge
– Não é necessário experiência

Representante Comercial

– Ramo de peças automotivas
– Iporá e região
– Possuir veículo próprio para deslocamento

Vaqueiro

– Possuir experiência e referências
– Possuir cônjuge
– Fazenda a 20 KM de Iporá sentido Israelândia
– Cuidar do gado, serviços gerais, tirar leite para consumo

Vendedor interno

– Possuir experiência em vendas
– Possuir conhecimentos de informática

Vendedor Externo
-Possuir experiência em vendas
– Possuir conhecimentos de informática

Mais informações
SINE fica na Praça do Trabalhador (antigo Fórum)
Funcionamento 07:00 – 11:30 | 13:30 – 17:00
Telefone 0800 358 4845 opção 4