Alguns consumidores de energia elétrica de Iporá procuraram a rede diocesana de rádio nesta terça-feira (19), reclamando de uma fatura extra de energia elétrica. A cobrança extra sem uma explicação, sem nenhum contato anterior trouxe muitos dissabores aos clientes da ENEL Distribuição Goiás.

Um dos reclamantes chegou a enviar a sua fatura  em busca de resposta. A primeira fatura dele tinha valor de 109 reais e nessa segunda valor total de 59,27 reais. O Responsável pela área de faturamento da ENEL Goiás Marcos Aurélio explicou, segundo disse, essas pessoas são classificadas de baixa renda e beneficiária de programas assistenciais do governo.

O problema é que o Governo editou a medida provisória 950 após a expedição do talão sem a classificação baixa renda. “A primeira fatura dele foi emitida antes da aplicação da MP 950. Refaturamos e enviamos a nova fatura via Correios” Segundo a ENEL o consumidor deve observar o seu talão e recolher a de menor valor com o desconto.

Marcos Aurélio disse que é importante que todos os consumidores atualizem seus dados para que a comunicação seja feita quando necessário, deixou um telefone WhatsApp (21) 99601-9608 para os esclarecimentos. Ainda assim no Facebook da Enel Goiás a pessoa pode comunicar no chat ou mesmo no 0800 cujo número está disponível na fatura de cada mês.

Reportagem: Pedro Claudio – DRT/GO 1538 – Rádio Rio Claro

 

>